Porque nós PRECISAMOS de JokerxHarley

Joker e Harley ou Jarley é um casal de vilões da DC Comics, e como todos sabem são um dos maiores geradores de polêmica na internet. O motivo é que as pessoas o consideram abusivo e nós não podemos discordar. O relacionamento dos dois não envolve amor de nenhum dos lados, mas pedir para que o casal suma do cânone da Harley e que as pessoas parem de achar interessante o seu desenvolvimento é pedir de mais.

Para entender isso, vamos voltar um pouco e contar a história da vilã. Harley Quinn ou Doutora Harleen Quinzel era uma psiquiatra no Asilo Arkham. Ela era ginasta nos seus tempos de colégio e graças a isso ganhou uma bolsa para a faculdade psicologia. Depois de formada foi trabalhar no Asilo e tinha Coringa como um dos seus pacientes.

Com o tempo Coringa foi convencendo a doutora de que, na verdade, ele era o coitado da história e o grande vilão seria o Batman, que o colocou lá dentro. No fim, ela se apaixona por ele e foi um dos grandes pilares para suas fugas. Um tempo depois a mesma foge do hospital, ele a joga no túnel de ácido e ela sai como Harley Quinn.

Só lendo esse resumo podemos notar algo evidente: Harley sofre de Síndrome de Estocolmo, onde uma pessoa se apaixona pelo seu sequestrador, estuprador ou alguém que lhe faz muito mal. Ela mesmo diz isso a Oliver Queen em Injustice Vol.1, após a morte do palhaço “Você já amou alguém que era ruim pra você? Alguém que te machuca de novo e de novo e mesmo assim você poderia perdoa-lo porque o perder doeria muito mais?”

harley-quinn-on-relationships

Agora vamos esclarecer algumas coisas: A Harley só é Harley por causa do Coringa. Ele a deixou louca e sempre que ele aparece, mesmo que ela esteja “normal”, o seu lado de vilania vence. Porém, não existe amor entre os dois.

O que a vilã sente não chega nem perto disso; Harley tem uma obsessão pelo Joker, ela acredita que não consegue viver sem o outro e isso cria uma situação de dependência. Do outro lado, nós temos o palhaço que tem sua parceira como um objeto necessário por conta de suas habilidades  (ela conseguiu capturar o Batman antes dele). Os dois não se amam e tem um ao outro como objetos de posse.

Agora, porque o casal é tão importante? Primeiro vamos parar com esse pensamento que nós “shippamos” os dois, é a mesma coisa que dizer que nós apoiamos o Coringa ter explodido um hospital. Ele é um vilão e logo faz coisas de vilão. Você cobrar de um casal de psicopatas algo fofo e que se encaixe em um padrão normal é totalmente errado.

É lógico que isso faz mal pra Harley, Poison Ivy diz isso pra ela sempre. Porém, não podemos negar que é importante dar um destaque para a relação dos dois (como vai ser em Suicide Squad), agora que, possivelmente, vamos ter um filme de Birds of Prey. Todo esse arco faz parte da construção da personagem.

A maior parte da personalidade da vilã é formada por conta de sua relação com o Coringa. Todo o seu arco psicológico se baseia nisso, vocês pedirem para que a DC finja que ele não existe seria como pedir para não mostrar a morte dos pais do Bruce Wayne ou o acidente do Barry.

Eu vejo muita gente xingando os dois, ou quem compartilha algo deles dizendo que é apologia a violência doméstica. Porém, eu não vi ninguém indo dizer aos meninos que compartilham fotos do Joker, que é errado porque ele tinha estuprado a Barbara Gordon em The Killing Joke ou matado o Jason Todd em A Death in the Family. 

Só é errado porque eles mantém uma relação? Quando nós dizemos que gostamos do casal não quer dizer que adoramos essa relação e que eles deveriam casar. Falamos isso no mesmo sentido em que endeusamos o Coringa como vilão; Achamos interessante o jeito que ele movimenta a história, gostamos da complexidade e de como eles lidam com isso.

Nós precisamos de Jarley não por ser um bom casal, não por ser fofo ou “shippavel”. Precisamos porque ele faz parte da construção dos personagens e extremamente necessário para entendermos a loucura da Harley.

 

Milena Matias

Estudante de jornalismo, 19 anos e com um amor enorme por video-games. Séries e cinema são os segundos amores da minha vida.

%d blogueiros gostam disto: