Pokémon GO está ajudando as pessoas a fazerem novos amigos

Pokémon GO! foi lançado finalmente em todo Brasil no último dia 03 e em poucas horas milhares de brasileiros já tinham o app em seus celulares. Até sexta-feira (5) a playstorjá registrava aproximados 50 milhões de downloads, sem dúvida um recorde acabou de ser quebrado, qual seja um app alcançar este número em dois dias de lançamento.

O game não possui faixa etária mínima, sequer máxima, portanto crianças e idosos tem se deliciado na caça aos pokémons. Ademais, vários relatos de jogadores portadores de autismo, depressão e outras doenças emocionais ou não demonstraram certa melhora, pois toda a agitação que o jogo traz cumulada a interação com outros jogadores que ocorre de forma espontânea auxilia no tratamento destes males.

Quanto a isto houveram diversos relatos, inclusive alguns você pode conferir clicando nos links abaixos:

Os benefícios ─ provavelmente inesperados por todos os criadores ─ que o jogo trouxe são inúmeros e estão ai na internet para quem quiser ver. Pessoas estão fazendo novas amizades por conta dele, indivíduos que jamais se viram de repente se encontram ao lado de um pokestop e dali saem amigos, trocando números de telefone para manter o contato e novidades sobre suas evoluções no game e até mesmo para marcar um barzinho, balada ou outras coisas que lhe interessarem.

À vista disto é que se pode concluir que aqueles que não gostam do app e veem uma necessidade extrema em criticar aqueles que jogam, taxando-os de inúmeros nomes pejorativos, falando besteiras como “Isto está acabando com a interação social entre as pessoas”; este tipo de pessoa não passa de um ser extremamente ignorante, porque não enxerga ou não quer enxergar as coisas boas que o jogo traz, senão apenas deseja transmitir para aqueles que o cercam a imagem de um indivíduo culto e maduro, quando na verdade não passa de um imbecil.

Vamos a alguns pontos:

1. Maturidade não é definida pelo fato de você gostar ou não de um jogo, logo um jogador de Pokémon GO pode ser muito mais maduro e culto que aquele que o critica. Posso me utilizar como exemplo, sou estudante de Direito (penúltimo ano), Coordenador Estadual de São Paulo no projeto Lideranças Nas Escolas, leitor assíduo de livros de economia e direito; desta maneira, considerando algumas dessas minhas características e obrigações listadas, me pergunto como alguém tem coragem de dizer que sou imaturo por me divertir por algumas horas com este app. É como se maturidade para alguns significasse permanecer sentado em uma cadeira à frente de um computador ou de um livro e trabalhando sem parar, sem tirar poucos minutos ou horas para o lazer.

2. Pokémon GO, como já foi dito acima reiteradas vezes, de longe está ferindo o convívio social, pelo contrário está fazendo algo que outras redes sociais jamais conseguiram, aproximando pessoas desconhecidas que se tornam amigas em razão do interesse comum que é o jogo.

Ainda estou à procura do grande empecilho que ele supostamente é, por quais motivos ele conseguiu ganhar tantos haters, não há explicações plausíveis, apenas justificativas vazias e tolas, as quais estão distantes de terem um real peso que faça alguém refletir que Pokémon GO é um grande problema.

Frise-se que, grande parte das críticas feitas a aqueles que não gostam do game ─ inclusive esta que agora está lendo ─ é direcionada somente para quem vê uma necessidade imensurável de rebaixar, desmerecer e ridicularizar quem está se divertindo com ele, pois não existe uma razão para isto, como foi explicado anteriormente.

Portanto, gostando ou não apenas respeite; quem gosta de Pokémon GO não precisa ridicularizar aqueles que não gostam e vice-versa. Finalizado o texto, o que se pode dizer é: Gotta Catch ‘Em All!

Christian

Curso Direito, gosto de criar o caos opinando sobre política (Imposto é roubo), sou fã de quadrinhos em especial o Flash e é isso ai

%d blogueiros gostam disto: