O Homem de Aço é o Superman?

Essa semana li uma notícia que me fez refletir sobre a pergunta que, também é o título desse texto: O Homem de Aço é o Superman?

A notícia que me indignou foi a seguinte: “Superman tem apenas 43 linhas de diálogo em  todo o  filme, Batman VS Superman!”

Isso é pouco? Sim! O Spiderman com sua pequena participação no filme, Guerra Civil teve 47 linhas de diálogo, 4 à mais que Superman, que aparece em quase todos os 151 minutos do filme!

Eu sempre defendi que Kal-El é um dos personagens mais difíceis para se desenvolver. Sua realidade e seus conflitos são muito diferentes dos nossos, ele é um deus que vive em um mundo de homens.

Porém, 43 LINHAS? Está mais que evidente que temos um descaso para com o personagem. O título do filme tem seu nome, e o roteiro o trata como um mero elenco de apoio para os outros personagens.

fa22e5185c1b84786f5ac05c825b17e7dc13e702

Se você acha que não tem como ficar pior, veja o resto da notícia: “Apenas 6 desses 43 diálogos são mais de DUAS PALAVRAS”.

Zack Synder não é fã do Superman, está claro que ele quer mudar o caráter herói. Eu não estou aqui martirizando as adaptações que são feitas quando se tira o personagem de uma mídia e o coloca em outra, estou aqui relatando a falta de prazer de um diretor em lidar com o maior herói de todos.

Na crítica que fiz à HQ Superman “American Alien” comentei que quando Clark é colocado apenas como um brigão sem propósito, ele perde todo o brilho. E é exatamente o que vemos Snyder fazer no filme.

Ele resume todo o propósito construído por mais de 75 anos de quadrinhos, comparando o personagem com Jesus Cristo em algumas cenas. O diretor acha que colocar um significado no S estampado no peito de Henry Cavil já é o suficiente para definir o personagem.

Todo o material promocional do filme prometia um argumento muito bom para o desenvolvimento da história e do personagem, no entanto,  não vimos isso no filme. Batman V Superman é muito mais Batman do que Superman, mesmo se tratando de uma “sequência” do filme ” O Homem de Aço”. A DC vem construindo um universo cada vez mais escuro, indicando que o clarão de luz que é o kryptoniano vai cada vez se apagar mais.

ba-ytimg-517876ac010fac1c233b3bbc383a03d6

No filme, temos a participação da Mulher Maravilha, que com muito menos tempo de tela e com muito menos linhas de diálogo, foi MUITO melhor desenvolvida que o Superman, que teve mais de um filme para tentar se desenvolver.

Você que gostou do personagem no filme, pode argumentar que “as atitudes do personagem mostram muito mais que qualquer linha de diálogo”. Vamos refletir juntos, quais são essas atitudes? Além de salvar a Lois Lane, o que o Herói fez? Os atos realmente relevantes do personagem se resumem à três ou quatro takes que se passam em um noticiário!

O filme não mata apenas Kal-El, ele também mata Clark! Nos quadrinhos Kent sempre foi um ótimo jornalista, no filme ele é apenas um tapa buraco. Até no EXCELENTE filme de Christopher Reeve o alter ego do Superman tem um papel crucial para formar a complexa Psique do personagem. O desenvolvimento de um também é o desenvolvimento do outro.

Há dois momentos no filme que poderiam ter sido de desenvolvimento. O primeiro é quando o Superman é colocado de frente para o tribunal. A juíza tem todo o seu discurso, e quando o Herói vai abrir a boca para começar a falar seus propósitos…BOOOOM! O discurso é EXPLODIDO pelas loucuras do roteiro.

 new-batman-vs-superman-dawn-of-justice-images-reveal-the-darkest-knight-yet-this-guy-813527

Na segunda oportunidade, vemos Superman no alto de uma montanha, sozinho. E em vez de refletir sobre seus atos, e seu dever, somos surpreendidos com um discurso de seu pai que nem vivo está. A cena é coroada com apenas um “ Sinto sua falta, pai”.

Minha crítica não é para o Henry Cavil, realmente acho o ator tem potencial para ser o Superman, minha crítica é ao o Diretor que limita o herói mais antigo dos quadrinhos à apenas 43 linhas de diálogo.

Raysom

Bacharel em Administração, DCnauta de coração, empreendedor viciado em chá, guitarrista aposentado, co-fundador da DC Brasil Club, Sindicato Nerd e Marvel Brasil Club.

%d blogueiros gostam disto: