406 views 1 comment

LIGA DA JUSTIÇA – Zack Snyder não saiu do filme por vontade própria, diz site

by on novembro 30, 2017
 

A recepção mediana da Liga da Justiça nos cinemas levantou uma série de questões sobre, planejamento, interferências externas, custos etc. É notório que o filme sofreu com diversos problemas como a fusão corporativa iminente entre a Time Warner e AT¨&T, uma tragédia familiar, um choque interno entre ter uma abordagem mais leve ou sombria. Mas o seu maior inimigo era o tempo.. O The Wrap publicou um extenso artigo baseado em fontes anônimas sobre quase tudo que rolou por trás da produção de Liga da Justiça.

Segundo o site, o estúdio já planejava remover Zack Snyder da direção após a recepção negativa de “Batman vs Superman: A Origem da Justiça”.

Na época comandada por Greg Silverman, substituído por Toby Emmerich no fim do ano passado, a divisão cinematográfica da Warner acreditou que a saída do Snyder logo após Batman vs Superman daria um indício muito grande de problemas na produção.

O site também reporta que Silverman ”aprovou” o roteiro de Batman vs Superman sem sequer lê-lo, tamanha confiança que tinha no sucesso.

”A preparação para Liga da Justiça já estava praticamente completa, e custaria milhões remove-lo naquela altura.”

Declarou uma fonte do site.

Também foi confirmado que Snyder não se afastou do projeto por livre e espontânea vontade. O diretor considerava que seu trabalho era importante em uma fase difícil da vida, mas o grande debate interno sobre o tom do filme e a chegada de Joss Whedon para escrever cenas adicionais fizeram com que Snyder se sentisse pressionado o suficiente para seguir outro caminho.

Um dos detalhes mais polêmicos do texto envolve a discussão de um possível adiamento da data de estreia de Liga da Justiça. Oficialmente, a ideia foi ”descartada” pelo próprio Snyder quando Whedon assumiu a produção, mas o artigo garante que a decisão de manter em 17 de novembro foi exclusivamente de Emmerich e Kevin Tsujihara.

O site diz que os dois executivos não tinham interesse em um possível adiamento pelo fato de seus ganhos extras também serem adiados caso essa decisão fosse tomada. Vale lembrar que a Time Warner está sendo adquirida pela AT&T, fazendo com que ambos tenham futuro incerto.

”Se o filme fosse adiado, os ganhos extras dos dois também seriam adiados para o fim de 2018/início de 2019, período em que ambos poderiam não estar mais trabalhando no estúdio.”

Fonte: The Wrap