Geoff Johns critica tom dos filmes da DC Comics

Em uma recente entrevista ao The Wall Street Journal, Geoff Johns, que agora é o coordenador do DC Filmes, falou um pouco sobre o que podemos esperar dos próximos filmes do estúdio. Além de confirmar o ator Joe Manganiello como Exterminador no filme solo do Batman de Ben Affleck, Johns falou ainda sobre o tão falado “tom sombrio e adulto” que os filmes da DC estavam buscando, mas que acabou por revelar-se uma má ideia.

No passado, de uma maneira equivocada, acho que o estúdio disse: “Ah, os filmes da DC são mais corajosos e sombrios e é isso que os torna diferentes.” Isso não poderia estar mais errado. Precisamos de uma visão esperançosa e otimista da vida. Até mesmo o Batman tem um vislumbre disso nele. Se ele não achasse que poderia tornar o amanhã um lugar melhor, ele pararia.

Batman vs Superman: A Origem da Justiça, foi um filme que acabou sendo duramente criticado por exagerar no tom sombrio e na extrema seriedade com que lidava com a trama, apresentando um Batman obsessivo paranoico e um Superman desesperançoso. Rumores apontam ainda que Esquadrão Suicida seguiria o mesmo caminho, mas que precisou ter cenas refilmadas e editadas para modificar o tom deixando-o mais divertido. O resultado acabou ficando confuso e não agradou a crítica.

Somente nos próximos dois filmes do DC Filmes é que poderemos realmente ver de uma forma precisa as mudanças de tom impostas por Johns, com Mulher-Maravilha e Liga da Justiça. Ambos chegando aos cinemas em 2017.

Via: The Wall Street Journal

Caio Vinícius

Após a mordida de um gafanhoto radioativo, ganhou poderes sem igual. Com isso, jurou combater o crime com tamanha destreza !

%d blogueiros gostam disto: