CRÍTICA – Arqueiro Verde: Rebirth #1

Nas últimas semanas estamos acompanhando a nova linha editorial da DC Comics conhecida como DC Rebirth e o responsável por ‘Arqueiro Verde’ é Benjamin Percy (Lua Vermelha). Muitos elementos clássicos do Arqueiro Verde estavam ausentes desde que a DC reiniciou seu universo em 2011. Sem cavanhaque, sem Star City e principalmente sem Canário Negro, o novo Oliver Queen não transmitia a mesma simpatia do personagem daquele universo pré-reboot. Ao notar a maneira que a ausência de tais fatores afetava o personagem, Ben Percy agiu.

RESGATE DE ESSÊNCIAS E DO ESPECIAL

Já na primeira edição de ‘Rebirth’, Percy consegue trazer uma narrativa firme. O Arqueiro Verde denomina-se um ‘justiceiro social‘, não se sente bem na pele de ‘Oliver Queen’, critica as políticas que o cercam e salva os esquecidos pela sociedade. Percy levou tudo isso até a nova casa do Arqueiro – Seattle – e trouxe de volta algo que talvez seja tão marcante quanto o cavanhaque: a parceria com Canário Negro. Geoff Johns em entrevista ao site Inverse afirmou que “para conhecer e entender um personagem precisa-se saber o que esse personagem ama e ao refletir sobre quem Oliver Queen ama, Dinah Lance imediatamente surge em nossas mentes. Ela está de volta em sua vida depois de cinco anos e traz até Oliver questionamentos (“como pode lutar contra os engravatados se você é um deles?”) que podem futuramente atuar no desenvolvimento do personagem. A dinâmica da dupla flui naturalmente e deixa claro que não deviam ter sido separados. Otto Schmidt é o responsável pela arte da edição e faz um trabalho espetacular tornando a aventura ainda mais prazerosa com seus desenhos divertidos que entram em harmonia com a proposta do roteiro.

Dinah confronta Oliver

NOVOS ANOS DOURADOS PELA FRENTE

“Arqueiro Verde: Renascimento” traz muito otimismo e esperança para um grande personagem que passa por altos e baixos há cinco anos nos quadrinhos e na televisão. Percy criou de forma simples e bonita um início à uma história de amor e parceria esquecida no tempo ao reunir Ollie e Dinah novamente. Por fim, como o título ‘Renascimento’ sugere, Oliver Queen renasce e chega com potencial para deixar Mike Grell orgulhoso.

Juntos novamente
Juntos novamente

 

Caio Vinícius

Após a mordida de um gafanhoto radioativo, ganhou poderes sem igual. Com isso, jurou combater o crime com tamanha destreza !

%d blogueiros gostam disto: