242 views 1 comment

Cada segundo é importante – Dc Rebirth

by on maio 25, 2016
 

Hoje, 25 de maio de 2016, a editora Dc Comics vez algo inesperado!

Estamos vivendo a era dos Novos 52. Com essa nova fase, relações foram desfeitas, histórias foram perdidas, o brilho que o universo Dc tinha foi se apagando durante todos os 6 anos que os Novos 52 existiram.

Porem, uma nova fase está chegando. E como o título desse texto diz; Cada segundo é importante!

Geoff Johns teve a missão de liderar um novo universo para os quadrinhos. O Rebirth veio com tudo, dias antes da sua estréia, ele nos apresentou o novo logo da editora, algo mais clássico. Remetendo a toda a história que a Dc possui.

Johns é um apaixonado por quadrinhos. Em uma entrevista, ele comentou que chegou até a ficar de castigo, quando criança, por gastar muito dinheiro com suas HQs.

Está estampado em Rebirth #1 esse amor. Antes de ler a edição eu me indaguei; Por que eu gosto da Dc?. Tenho certeza que antes de Johns escrever essa edição, ele também se perguntou isso.

A resposta para a minha pergunta está em Rebirth #1! O roteirista entrega tudo que um fã da época Dourada da Editora pede. Ainda estamos muito no começo. Não vemos os grandes heróis que estávamos acostumados a ver nos anos 90, mas o futuro é brilhante!

635945559106898009dcrebirth

Não vou entrar em detalhes da trama aqui, não quero estragar a ótima experiência que tive lendo esse quadrinho. Porem não posso deixar de comentar algumas coisas.

“I love this world. But there’s something missing”

“Eu amo esse mundo, mas algo está faltando”

Logo nas primeiras páginas da HQ vemos Wally perdido na “Speed Force”. Essa é a frase que ele fala tentando definir o mundo  dos 52.

O sentimento que tinha lendo os Novos 52 era de duvida. Eu gostava da atual fase da editora, mas sempre achei que algo estava faltando. A Dc sempre foi brilhante. Suas histórias sempre foram contos de amizade, esperança e de ídolos com GRANDE poder.

DC_Rebirth_PreviewsCVR950-810x542

Então, brilhantemente, Geoff me colocou na mesma situação que Wally se encontra. O Herói sente falta da antiga Dc, e é isso que tanto ele (quanto a editora e o autor) estão correndo atrás para resgatar.

Desde o lançamento de Batman o Cavaleiro das Trevas e Watchmen vemos uma depressão nas historias em quadrinhos. Essas duas obras mostraram que os heróis podem ser mais sombrios, sérios e até mais “adultos”.

Eu gosto do tom dessas obras, elas foram e sempre irão ser revolucionarias. Porem amadurecer não significa perder amizades, amor e esperança. Mas, por muito tempo, a Dc entendeu errado o significado dessa palavra.

sgw8snsnn3o9ncun3xv7

Durante todo os Novos 52 vimos símbolos de esperança perder a esperança, amizades nem sequer existindo. O amor, que antes era peça fundamental nas histórias da Dc, estava cada vez mais esquecido.

Porem, Wally West está chegando, e ele é muito rápido. Johns trouxe um dos velocistas mais queridos da editora de volta! E junto com Wally, vemos a esperança brilhar como um raio dourado nas letras da editora.