A verdadeira face do poder: Capitão Átomo novos 52

 

Você conhece bem o Capitão Átomo, provavelmente se lembra dele na série animada Liga da Justiça: sem limites. Mas e o relativamente novo Capitão átomo? Sim, me refiro ao dos novos 52, cujo os poderes o tornam tão poderoso quanto qualquer herói. Vamos investigar um pouco sobre ele.

Nathaniel Adam era um renomado piloto da força aérea que teve seu equilíbrio psicológico destruído com a morte de seu pai, sem pensar duas vezes ele se voluntariou para a experiência do grande físico Dr. Megala, que queria colocar a Teoria M em pratica.

05

A teoria M prediz a possibilidade de múltiplas Terras, então o grande plano era colocar “Nate” numa nave interdimensional e ver se ele conseguia descobrir alguma coisa. Nathaniel já mergulhado numa depressão profunda, aceitou sem hesitar, e como em todas as histórias em quadrinhos, as experiências nunca dão certo, ou dão, dependendo do ponto de vista.

Nathaniel voltou depois de um mês, com seu corpo feito de pura energia, mas seus poderes não se limitavam a apenas absorver e disparar energia, a extensão de suas habilidades vai muito além da própria compreensão do próprio herói, que se encontra em um conflito próprio “o que eu sou?”

Na hq, vemos ele modificando desde estruturas moleculares até o próprio tempo. Seu poder é tão imenso que ele foi capaz de criar o corpo da mãe de seu rival o cientista Scott, a partir do nada, o corpo possuía as memorias básicas sobre quem era, e quem era Scott, também possuía emoção até mesmo chorando, o mais incrível disso tudo é que o Capitão Átomo, ao menos estava perto de Scott e do surgimento do corpo.

Pensa que acabou? Ainda não, Capitão átomo, curou um garoto com câncer, reconstruiu a pele queimada de Ranita, sua amada, e em certa ocasião reconstruiu o seu próprio corpo antes do acidente transferindo sua consciência pensante para ele, também viajou para o futuro, onde encontrou suas variações temporais, e juntos lutaram contra “Chrono Mota”, que mais tarde revelou ser o próprio Capitão Átomo.

Se formos falar dos poderes do Capitão Átomo, ficaremos debatendo um bom tempo, mas, na hq, também vimos seus limites, com um grande senso moral, o Capitão Átomo aprende que o limite de seus poderes pode ser uma mentira, mas, essa mentira deve existir, cada ação do Capitão interfere diretamente em vários fluxos temporais, tendo vários resultados.

Se você não leu Capitão átomo os novos 52 ainda, fica aqui um sincero incentivo, para conhecer esse herói, que pode ser tão interessante quanto qualquer outro que você já conheceu.

cpi

%d blogueiros gostam disto: