5 HQ’s da Vertigo que você deveria conhecer.

Vertigo é um selo da DC Comics voltado para o público adulto, a Vertigo funciona quase que de forma independente da DC Comics, apesar de podermos encontrar alguns dos ‘heróis’ da Vertigo em quadrinhos regulares da DC Comics, pois algumas dessas histórias são criadas no mesmo universo da DC Comics, como Monstro do Pântano e John Constantine por exemplo.
Nesse artigo, irei listar 5 quadrinhos da Vertigo que, não necessariamente são os melhores, nem necessariamente são os meus favoritos, porém 5 quadrinhos que, de alguma forma, definem o que é a Vertigo.

1- SandmanNeil Gaiman
Não consigo pensar em começar com outro quadrinho se não Sandman do Neil Gaiman. Neil Gaiman não só criou uma das melhores histórias da Vertigo, como criou uma de suas melhores histórias. Neil Gaiman fez uma releitura de Sandman(Wesley Dodds), um personagem da DC Comics, da era de ouro, criado por Gardner Fox e o transportou para a Vertigo, criando sua versão do personagem e tornando-o uma entidade.
Sandman aborda a vida de Sonho (também conhecido como Sandman), sua interação com seus ‘irmãos’ , os Perpétuos, e também a sua interação com os homens e outras criaturas.
Sandman não é apenas um quadrinho obrigatório para fãs de quadrinhos, é um quadrinho obrigatório para fãs de uma boa história, de uma boa leitura, com personagens cativantes,profundos e uma trama sensacional, que te prende do começo ao fim em suas 75 edições, é mais que uma obrigação ler essa história, pois estará lendo uma obra de arte.

 

5 Quadrinhos da Vertigo que você deveria conhecer.

 

2-  Hellblazer – John Totleben e Stephen Bissette

Em segundo, porém com total capacidade de ser o primeiro, temos Hellblazer, criado pelo mestre Alan Moore, junto com Stephen Bissette e John Totleben. Constantine apareceu pela primeira vez em Monstro do Pântano de Alan Moore, aparecendo como coadjuvante, mas teve tanta popularidade que ganhou sua própria revista, chamada Hellblazer.
Constantine atualmente está nas mãos da DC Comics, onde teve seu próprio quadrinho também, chamado Constantine (Novos 52, atualmente se encontra na Liga da Justiça Sombria), porém, segundo os fãs, a melhor fase do mago mais odiado da DC foi na sua versão mais pesada e escura em Hellblazer.
Hellblazer, assim como Constantine (Novos 52), aborda a vida de Constantine, um mago inglês conturbado que vive em Londres e tem problemas com cigarro. A trama tem fortes ligações com céu/inferno e anjos/demônios, sendo mais forte em Hellblazer do que em Constantine (Novos 52).
Hellblazer é uma ótima leitura para amantes de terror e tudo que envolve céu/inferno, é um quadrinho indispensável, apesar de 300 edições, com sua trama fantástica, envolvente e totalmente macabra, essas 300 edições se tornam para você o que o cigarro é para Constantine.

 

5 Quadrinhos da Vertigo que você deveria conhecer.

 

3-  Preacher – Garth Ennis, Steve Dillon Glenn Fabry
Em terceiro, temos aquele que dizem ser um dos quadrinhos mais mamilo polêmico da Vertigo, o Preacher, de Garth Ennis, Steve Dillon e Glenn Fabry.
O que acontece quando Deus decide desistir do paraíso e aparentemente o inferno sobe a Terra ? É isso que Jesse Custer, um ex-pastor, junto com Tulipa e Cassidy vão em busca de descobrir.
Preacher possui críticas pesadas sobre religião e o comportamento humano, sendo considerado revolucionário em relação aos valores dos personagens e suas construções, não só os protagonistas como os secundários também. Com muita polêmica, humor negro e sátiras, Preacher é uma excelente leitura para aqueles de mente aberta e que não se ofende fácil, suas 66 edições (com mais 6 edições especiais, fazendo uma brincadeira com o número 666) são mais que apenas uma crítica pesada, mas também uma filosofia, um olhar crítico sobre a humanidade e o quão as coisas podem ser certas ou erradas, de acordo com uma perspectiva diferente.

 

5 Quadrinhos da Vertigo que você deveria conhecer.

 

4-  Y: O Último Homem – Brian K. Vaughan
Em quarto, temos um quadrinho com a temática mais ‘leve’ que os anteriores,pois tem bastante humor em diversas cenas, porém aborda um tema sério, o que só aumenta com o desenrolar da história, e também possui uma crítica social relevante. É um dos quadrinho mais brilhantes dos últimos tempos, que no caso, ganhou diversos prêmios, inclusive está no top 10 dos melhores quadrinhos da última década pela revista Time, Y: O Último Homem do gênio Brian K. Vaughan.
Y: O Último Homem conta a história de Yorick Brown e seu macaco de estimação, onde ambos são os únicos sobreviventes masculino de uma praga desconhecida que caiu sobre a humanidade dizimando toda população com o cromossomo Y (todos os mamíferos masculino), então ele junto com seu macaco parte em busca de respostas. Esse é um quadrinho sensacional e um dos melhores que melhor aborda a presença feminina nos quadrinhos, e nos da uma visão de como seria um mundo segundo as mulheres, pois como todos os homens morreram, elas que conduzem a Terra, e a visão que o  Brian K. Vaughan nos mostra sobre a presença da mulher na sociedade, de acordo com esse quadrinho, é genial.
Um quadrinho com uma trama excelente, personagens cativantes, série divertida, criativa e uma história super interpretativa, em suas 60 edições, onde Brian K. Vaughan nos permite interpretar pontos da história,fazendo de sua obra muito pessoal aos leitores, pois cada pessoa pode ter tido uma interpretação diferente de outra, fazendo assim muito particular a forma que você se identifica com a história. Título obrigatório.

 

5 Quadrinhos da Vertigo que você deveria conhecer.

 

5- 100 BalasBrian Azzarello
Por último, mas claramente, não menos importante, temos 100 Balas de Brian Azzarello.
Pegue a parte mais sórdida/podre do comportamento humano, uma pessoa injustiçada, e uma arma com 100 balas irrastreáveis, que teremos a trama, no caso, uma das tramas de 100 Balas. A trama maior aborda uma perspectiva do Agente Graves, um homem totalmente misterioso que entrega uma mala à pessoas injustiçadas, essa mala contendo uma arma, 100 balas e provas/evidências de quem arruinou sua vida, tecnicamente, uma licença para matar.
100 Balas é genial, em suas 100 edições, Brian consegue te fazer rir e chorar com um simples virar de página, com uma construção de trama e de personagens excelentes, intrigante, sólida e MUITO FORTE, faz de 100 Balas um título obrigatório para amantes do mistério, da humanidade e seus valores, pois debaixo dessa ‘simples’ trama, esconde uma ainda maior, mais complexa e profunda, o que faz de 100 Balas não só um quadrinho genial por sua construção e desenvolvimento de história, mas o faz uma obra-prima.

 

5 Quadrinhos da Vertigo que você deveria conhecer.

 

Menção HonrosaDaytripperFábio Moon e Gabriel Bá
Daytripper dos gêmeos brasileiros Fábio Moon e Gabriel Bá é uma HQ sensacional que aborda a vida e a mote em diferentes perspectivas. Com influência do livro de Machado de Assis, Memórias póstumas de Brás Cubas, Daytripper fala das muitas vidas de um único homem, não deixando claro se Brás de Oliveira Domingos (O Protagonista) está vivo ou morto, ao narrar os eventos de Daytripper (Diferente de Memórias póstumas de Brás Cubas, que temos de forma explícita que a perspectiva de Brás é de não vida), o que deixa a trama ainda mais empolgante e misteriosa. Mergulhar nas ideias de Moon e , é mergulhar em uma perspectiva otimista sobre a morte, não sabendo ao certo até quando os eventos são reais ou fantásticos, deixando um tom misterioso ao ar.
Daytripper é uma incrível aventura e ótima visão de amor e amizade, lançado aqui no Brasil como volume único, é uma história envolvente, fantástica e muito inteligente, abordando perspectivas da vida, da morte e do amor, de uma única pessoa.

 

5 Quadrinhos da Vertigo que você deveria conhecer.

Christian

Curso Direito, gosto de criar o caos opinando sobre política (Imposto é roubo), sou fã de quadrinhos em especial o Flash e é isso ai

%d blogueiros gostam disto: